Anvisa libera teste rápido de COVID-19 em farmácias

Teste rápido. Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, na última terça-feira (28), permissão para farmácias aplicarem teste rápidos de COVID-19 (novo coronavírus). O produto não é recomendado para o diagnóstico da doença, mas serve como ferramenta de auxílio e para verificar se pessoas já tiveram contato com a enfermidade. O teste rápido detecta anticorpos do novo coronavírus em poucos minutos, por isso, deve ser aplicado após o sétimo dia de sintomas, quando o corpo já reagiu ao vírus.

Antes deste período, a chance de “falso negativo” é alta. A resolução aprovada pelos diretores da Agência determina que farmácias devem informar a gestores de saúde locais sobre os resultados dos exames. “Resultados negativos não excluem infecção. Resultados positivos não devem ser usados como referência absoluta”, disse o presidente substituto da Anvisa, Antonio Barra Torres. “O ideal é que exames complementares sejam feitos para confirmar a doença”, disse Antonio Barra.

Anterior

Cresce número de mortos por COVID-19 e presidente diz que não faz milagres

Próximo

RN tem 26% dos infectados na área de saúde. Bairro de Lagoa Nova lidera casos

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas