MP debate cirurgias eletivas da Maternidade Divino Amor

Foto: Prefeitura de Parnamirim

Nesta quarta-feira (12), foi realizada uma audiência com a promotora de Defesa da Saúde, Luciana Maciel de Melo, para debater o plano de ação para execução da demanda reprimida de cirurgias eletivas da Maternidade Divino Amor. O encontro ocorreu no Ministério Público do RN (MPRN), Comarca de Parnamirim.

De acordo com a secretária de Saúde, Terezinha Rêgo, o término da reforma da Maternidade, que vem comprometendo alguns espaços antes destinados às cirurgias, e a espera para o cumprimento de prazos para as empresas vencedoras na licitação entregarem medicamentos e materiais cirúrgicos estão previstos para acontecer até março. “Esses dois fatores são fundamentais para o cumprimento da meta estabelecida junto ao Ministério Público de realizar 70 cirurgias mensais, prevista para se cumprir até o próximo mês de maio”, declarou.

Também ficou decidida a execução de algumas melhorias na organização do espaço físico e a lotação de mais um assistente social e um servidor de apoio administrativo.

Anterior

Dia D contra o sarampo acontece neste sábado (15)

Próximo

1ª Mostra Cultural de Cinema de Extremoz será realizada na praia de Pitangui

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas