MPF denuncia presidente da Ancine por associação criminosa

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o diretor-presidente da Agência Nacional de Cinema (Ancine), Christian de Castro Oliveira, por associação criminosa. O ex-ministro da Cultura Sérgio Sá Leitão e mais seis servidores também são apontados como integrantes do grupo, que queria favorecer a candidatura de Christian à presidência do órgão.
Segundo as investigações, os acusados enviaram nota à imprensa e denúncia anônima ao Ministério Público, com informações falsas, para influenciar na concorrência pelo cargo na Ancine. O MPF afirma que eles trabalharam com Magno Maranhão, Juliano Vianna, Ricardo Precoari, Marcos Tavolari, Claudia Pedrozo e Sérgio Sá Leite na confecção de divulgação do material falso enviado para órgãos de imprensa e ao Ministério Público.
O chefe da Ancine foi afastado pelo presidente Jair Bolsonaro, cumprindo decisão judicial da 5ª Vara Federal do Rio. De acordo com o MPF, “entre os meses de outubro de 2017 e janeiro de 2018, o grupo agiu no intuito de danificar a imagem de outros diretores da Ancine que concorriam à vaga de diretor-presidente do órgão, abrindo margem para que Christian fosse eleito e que todos os envolvidos tivessem nomeações em cargos públicos comissionados”.
Fonte: Correio Braziliense
Anterior

Começa reunião da CCJ para discutir e votar Previdência

Próximo

Natal será alvo do Dia Mundial da Limpeza

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas