Baixa do yuan chinês faz com que bilionários percam dinheiro

A tendência é que os mercados voltem a cair caso a “guerra comercial” continue. Foto: Divulgação/Getty Images

As 500 pessoas mais ricas do mundo perderam uma parcela significativa de suas gigantescas fortunas em apenas um dia da guerra comercial entre os EUA e a China. Segundo os dados da agência de noticias Bloomberg, a queda da moeda chinesa, o yuan, fez com que os magnatas perdessem US$ 110 bilhões ao todo.

O maior afetado pelo “efeito yuan” foi o fundador da Amazon, Jeff Bezos, cuja fortuna diminuiu em US$ 3,4 bilhões depois que o preço das ações da empresa caíram vertiginosamente. Porém, o magnata continua sendo o homem mais rico do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 110 bilhões.

“A guerra cambial, e, em geral, a guerra comercial prejudicam tanto os EUA quanto a China. Quando a tensão comercial aumenta, os mercados caem e isso afeta diretamente a riqueza”, afirma o economista Frederico Furiase, diretor da consultoria da EcoGo. Ele ainda explica que após a desvalorização do yuan, o dólar se fortaleceu imediatamente. “Exatamente o que Donald Trump não quer que aconteça”

Após o conflito de segunda-feira, o yuan estabilizou seu valor. Caso haja continuidade da “guerra comercial”, a tendência é que os mercados voltem a cair, como acontece toda vez em que chineses ou americanos anunciem medidas de “combate” econômico.

Anterior

PF apreende armas de fogo e documentos na casa de João de Deus

Próximo

Vendas no varejo potiguar caem, segundo IBGE

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas