Operação do MPRN e da PM combate crimes ordenados por preso no RJ

Comunidade do Passo da Pátria, zona Leste de Natal. (Foto: Reprodução/MPRN)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e a Polícia Militar deflagraram a operação Conexão RJ para apurar uma série de crimes cometidos em Natal, ordenados por um chefe de facção preso no Rio de Janeiro. Nesta terça-feira (30), foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão na comunidade do Passo da Pátria, zona Leste da capital potiguar.

De acordo com o MPRN, as ordens para esses crimes foram dadas por Wildson Alves da Silveira, conhecido como Binho Beque ou Leão, que está no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, desde maio de 2017. Ele é fugitivo da cadeia pública Raimundo Nonato Fernandes, em Natal, e apontado como um dos chefes de uma facção criminosa que surgiu nas unidades prisionais do RN.

Com o apoio do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), as investigações apontaram que Wilson continuava comandando a facção de dentro do Complexo Penitenciário de Bangu, usando um aparelho celular. Ele ordenou ataques a viaturas se a PM entrassem no Passo da Pátria para fazer patrulhamento e sugeriu aos subordinados que instalassem câmeras de segurança nas entradas da comunidade para controlar o acesso ao local.

A Justiça do Rio Grande do Norte já ordenou que Wildson Alves da Silveira seja recambiado para o Rio Grande do Norte para cumprir as sentenças que é condenado. Essa transferência ainda não tem data para ser realizada e depende de iniciativa da Secretaria da Administração Penitenciária do RN (Seap).

Anterior

Biografia de Jon Anderson será lançada em Outubro

Próximo

Ouro, prata e bronze – O Brasil no Pan Lima 2019

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas